0012. Sinéad O´Connor | Nothing Compares 2 U

Poucos videoclipes conseguiram transmitir tanta emoção e sensibilidade como este. E tudo por causa de uma cantora excepcional, de voz doce e angelical que conquistou o planeta com essa canção maravilhosa do Prince.

A interpretação de Sinead O´Connor, com direito as lágrimas mais sinceras que já se viu em um videoclip, é de doer o coração e tudo isso tem uma explicação: a letra, maravilhosa, por sinal e escrita pelo diminuto e faz-tudo Prince, casou perfeitamente na alma da cantora. Após sofrer vários abortos espontâneos e de ter se separado do baterista John Renolds ela tinha muito a dizer e a música encaixou perfeitamente como uma luva na melancólica interpretação em primeiro plano. Sentimental á flor da pele, o vídeo estourou em todo mundo e causou muito impacto. Primeiro por causa do visual de cabeça raspada, algo incomum para os padrões da beleza não só da época, mas de toda a história da humanidade (e mesmo careca ela continuava linda); segundo, sua descendência irlandesa; terceira, a militância fiel ao IRA e quarto, as lágrimas sinceras escorridas de seus lindos olhos.

As interpretações que  podem ser arrancadas são diversas. Ela pode estar cantando o lamento dos bebes perdidos, ou a tristeza da separação do seu então relacionamento ou até mesmo a morte da mãe, que morreu anos antes. Na verdade, o que mais impressiona no videoclipe é a coragem da cantora expor seus sentimentos de uma forma tão verdadeira e pulsante que chega a causar uma comoção para quem assiste. As paisagens que lembram um cemitério intensificam ainda mais a áurea melancólica do clipe.

O vídeo repercutiu em todos os canais midiáticos, elevou o álbum I do not want what i haven´t got ao topo da parada em vários países e a cantora se tornou estrela do dia para noite. Infelizmente sua carreira deslanchou após um incidente em que ela rasga a foto do Papa João Paulo Segundo ao vivo no famoso programa Saturday Night Live anos mais tarde aos gritos de “fight the real enemy!”. No decorrer da década de 90 arriscou alguns álbuns razoáveis, mas nunca alcançou a sucesso dessa obra atemporal. Hoje Sinead é mãe devota e dedica-se a cuidar da sua família.

Diretor: John Maybury | Ano: 1990

Sobre João Paulo Porto

É fundador do 1001 Videoclips e fã do rock alternativo e idolatra o The Smiths.
Esse post foi publicado em 1001 videoclips e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s